Tayla Pinotti

Conheça 3 histórias de mulheres que tentaram fazer loucuras no cabelo em casa e não deram certo

Cabelos Danificados

Que mulher nunca tentou cortar a própria franja em casa e se arrependeu depois? Ou tentou fazer luzes e o resultado ficou bem longe do esperado?

Fazer “loucuras” no cabelo em casa é praticamente normal entre o sexo feminino, já que elas frequentemente caem na tentação de tentar algo diferente nos fios.

Pensando nisso, separamos três histórias trágicas, mas divertidas, de mulheres que tentaram mudar o visual em casa e o resultado não deu muito certo.

Descubra o que elas fizeram e saiba como não cometer os mesmos erros!

Aline Tavares da Silva: 50 tons de vermelho em um só cabelo

Cabelos Danificados antes Cabelos Danificados depois

Estudante de administração, Aline Tavares da Silva diz que ama mudar o visual. “Sou daquelas que gosta de arriscar, não gosto de pensar em como teria ficado, então vou lá e faço”.

Em uma dessas vontades loucas, decidiu que iria pintar o cabelo de vermelho, já que esse era um desejo antigo. Na época, ela tinha o cabelo castanho escuro.

Foi então que Aline comprou uma caixinha de tintura para cabelo e foi se aventurar em casa. Além da tinta, a estudante também comprou um pacotinho de pó descolorante e água oxigenada, produtos que ela usou para descolorir o fio.

Ela conta que assistiu alguns vídeos no YouTube junto com o namorado para que ambos aprendessem o processo corretamente, mas a pressa falou mais alto, então ela resolveu fazer “do seu jeito mesmo”.

“Misturei o pó descolorante com a água oxigenada, coloquei luvas nas mãos e comecei a passar a mistura no cabelo sem muito critério. Nem separei os fios em mechas, porque eu queria ver logo o resultado. Comecei passando pela parte da frente do cabelo, mas acho que passei demais, porque sobrou pouca mistura para a parte de baixo”, conta a estudante.

Aline também lembra que quando terminou de passar o produto, sua cabeça ficou muito quente, parecendo que “estava pegando fogo”. Mesmo com a sensação desagradável, ela aguentou mais de 30 minutos.

Como previsto, a parte de cima do cabelo ficou mais clara do que a de baixo. Mesmo assim, a estudante pediu para que o namorado aplicasse a tinta ruiva nos fios, pois queria logo ter as madeixas vermelhas.

Após o tempo indicado na caixa, Aline lavou o cabelo e, logo em seguida, levou um susto com o resultado. “Ficou uma coisa muito estranha. Na parte de cima, o cabelo ficou um tom de vermelho bem vivo e bem claro. Já na parte de baixo, um vermelho mais escuro. O resultado ficou bem longe do que eu esperava”.

Depois disso, ela ainda decidiu que iria passar outra tinta por cima. Colocou uma touca na cabeça para esconder o cabelo e foi à farmácia comprar uma tinta castanho claro, que foi aplicada por cima do cabelo.

“O resultado não foi o melhor do mundo, mas pelo menos tapou a maior parte da tinta vermelha que pôde. Porém no sol e com o cabelo seco, dava para ver alguns reflexos da tinta vermelha. Mas nada muito ruim e nem feio. Meu cabelo ficou um castanho médio, quase escuro com essa mistura toda que fiz naquele dia no cabelo”.

Por que deu errado?

Primeiro de tudo, é importante lembrar que pintar o cabelo sozinha em casa quase nunca é uma boa ideia. Para tingir o cabelo em sozinha, é preciso seguir algumas recomendações que você pode encontrar nesse texto sobre como pintar o cabelo em casa de forma segura.

Além disso, para mudanças mais radicais, como do preto para o vermelho, por exemplo, é preciso ter muito cuidado. O ideal é sempre fazer esse tipo de procedimento com um profissional, pois, dessa forma, o resultado será mais satisfatório.

O processo de descoloração é muito delicado e claramente Aline errou ao aplicar a mistura de pó descolorante e água oxigenada de qualquer forma nos fios. Clique e veja como descolorir o cabelo de forma correta.

Marta de Oliveira Pereira: água sanitária no cabelo?

Cabelos Danificados

 

Assim como Aline, Marta de Oliveira Pereira também tem uma história de experiência frustrada ao tingir o cabelo em casa.

A diferença é que a jovem aprendiz de 20 anos sempre quis ter o cabelo loiro, não ruivo. Aos 15 anos, Marta, que tinha os fios pretos, decidiu clarear o cabelo para satisfazer seu desejo de ser loira.

Ela conta que já tinha pintado o cabelo sozinha em casa algumas vezes, mas seria a primeira vez que pintaria com tinta loira.

Na época, sua ex cunhada se ofereceu para ajudar e ela deixou. Sem descolorir o cabelo antes, as duas aplicaram a tintura direto nos fios e o resultado “não deu bom”, de acordo com a própria Marta.

“Não sei o que ela fez de errado, só sei que, conforme o cabelo foi secando, eu percebi que algumas partes estavam mais claras do que outras e que a cor não tinha ficado nada legal”, conta a jovem aprendiz.

Ao contrário de Aline, Marta não quis aplicar outra tinta por cima porque ficou com medo de deixar seu cabelo muito danificado.
A solução, então, foi passar pelo menos um mês com o cabelo preso todos os dias, até que as manchas amenizassem e ela conseguisse soltar os cabelos.

“Mesmo não soltando o cabelo, as pessoas percebiam e perguntavam o que tinha acontecido. Foi difícil, porque parecia que eu tinha jogado água sanitária no meu cabelo”, conta a jovem aprendiz.

Por que deu errado?

O cabelo manchado pós-coloração pode surgir por, basicamente, dois motivos: excesso de porosidade nos fios e aplicação não homogênea da cor.

Quando o cabelo está poroso, significa que há um desequilíbrio nas cutículas dos fios, que ficam desalinhadas e, em casos mais graves, até abertas. Então, o que acontece é que, com as cutículas abertas, fica mais difícil que pigmentos e nutrientes sejam absorvidos pela fibra e isso pode resultar em um cabelo manchado depois da aplicação de coloração.

Para evitar que isso aconteça, a dica é sempre analisar bem a saúde do seu cabelo antes de apostar em qualquer mudança de cor.

Se os fios estiverem ásperos, sem brilho e com aspecto danificado, aposte em pelo menos um mês de tratamento (intercalando hidratação, nutrição e reconstrução) para que os nutrientes sejam repostos nos fios e, assim, eles fiquem prontos para passar pelos processos de coloração e descoloração.

Já no caso da aplicação não homogênea, a solução é simples: basta ter cuidado na hora de aplicar a tintura nos fios. O ideal é separar o cabelo em 4 mechas para facilitar a distribuição e aplicação uniforme do produto.

Daniela de Jesus Coutinho: corte em camadas sem camadas

Cabelos Danificados

Mas não é só a coloração que pode dar errada quando feita em casa. A história da Daniela de Jesus Coutinho prova que uma tesoura pode ser tão “perigosa” quanto uma tinta.

Isso porque a estudante de enfermagem de 22 anos resolveu fazer um corte em camadas no próprio cabelo, mas o resultado não ficou como o esperado.

“Eu queria um corte que eu mesma conseguisse fazer, porque não queria ir no salão. Escolhi o corte em camadas porque eu realmente achei que daria certo” conta.

Depois de assistir alguns vídeos no YouTube com passo a passo para fazer o corte, Daniela finalmente pegou a tesoura e seguiu as instruções das youtubers, mas não obteve sucesso.

Ela não sabe dizer exatamente o que deu errado, porque seguiu todas as dicas dos vídeos. “Eu não entendi porque não deu certo! Eu fiz o que elas disseram: prendi no topo da testa e passei a tesoura. O problema foi que quando eu cortei, algumas mechas ficaram maiores do que as outras”.

A estudante lamenta ao lembrar da experiência, pois havia optado pelo corte em camadas justamente porque não queria tirar o comprimento dos fios, mas com o estrago, precisou cortar mais do que gostaria.

Para consertar o erro, a única saída foi ir ao salão de beleza. Só assim o cabelo cresceria de maneira uniforme.

Por que deu errado?

Como Daniela disse, é difícil saber o que deu errado, afinal, ela jura que fez tudo como o indicado. No entanto, é importante lembrar que por mais que o YouTube seja uma ótima ferramenta para aprender sobre diversos assuntos, cortar o cabelo nunca é uma tarefa simples.

Afinal, é por isso que existem profissionais capacitados exatamente para realizar essa mudança capilar nas pessoas.

Ou seja, a dica é sempre procurar um(a) cabeleireiro(a) de confiança quando decidir apostar em um novo corte. Dessa forma, você garante um resultado muito mais satisfatório.

E aí, gostou de conhecer as histórias da Aline, da Marta e da Daniela? Esperemos que elas sirvam como exemplo do que NÃO fazer!

Conheça 3 histórias de mulheres que tentaram fazer loucuras no cabelo em casa e não deram certo
4.8 (96%) 5 votes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *