Thauany Lima

Câncer de mama: como lidar emocionalmente com a doença

Câncer de mama

Ninguém nunca está preparado para uma doença, principalmente quando o diagnostico é tão grave quanto o câncer de mama, não é mesmo?!

Essa doença, além de afetar a imunidade e saúde do corpo, atinge o emocional dos pacientes e pessoas próximas a elas.

O processo de aceitação do câncer de mama é delicado e lento, tanto para a família, quanto para os enfermos, por isso, é preciso dar tempo para que a conscientização aconteça de maneira orgânica.

Esse momento geralmente é acompanhado por reflexões sobre trajetória e aceitação, o apoio dos familiares e amigos também será um desafio, afinal, não são todos os pacientes que aceitam ser dependentes de alguém.

Existem algumas técnicas e rotinas que podem ajudar os pacientes a conviver melhor com esse diagnóstico, garantindo estabilidade emocional e bem-estar.

Procure saber tudo sobre seu câncer

Depois de receber diagnóstico, tente entender ao máximo as condições da sua doença, esse passo é muito importante para saber os próximos desafios que irá enfrentar.

Converse com a equipe médica e conheça todos os meios, tratamentos e possibilidades para lidar com a enfermidade. Não será um período fácil, mas é preciso tentar ser forte para enfrentar os tratamentos e aceitar as possibilidades.

Expresse seus sentimentos

É muito importante, quando se tem câncer, demonstrar o que está sentindo, seja para amigos ou familiares. Essa atitude vai evitar uma depressão, – doença muito comum em pacientes com esse diagnóstico-.

Demonstrar o medo, tristeza ou raiva não é sinônimo de fraqueza, pelo contrário, é um ato de coragem nesse momento da vida.

Não demonstrar os sentimentos pode deixar essa fase mais complicada e mais difícil de lidar. Apenas demonstrando o que está sentindo é possível receber a ajuda e o apoio necessário para enfrentar com equilíbrio esse período.

Tente ser independente ao máximo

Nesse momento é muito importante tentar ser o mais independente possível, afinal, você vai precisar abrir mão dessa liberdade em alguns momentos da doença, então, para que a frustração não atinja sua rotina, sinta-se útil e independente, faça tudo que é capaz de fazer sem a ajuda de alguém.

A autoestima também pode ficar afetada, então, se cuide, hidrate a pele, faça as unhas e compre roupas novas, isso vai deixar seu ânimo melhor, acredite.

Procure ajuda de outras pessoas

Quando se está com câncer é preciso procurar ajuda de outras pessoas que estejam na mesma situação que a sua. Isso porque, em muitos casos, as pessoas se sentem sozinhas, mesmo com a família e amigos presentes.

Existem várias organizações de apoio que você pode compartilhar seus medos, sofrimentos e esperanças e a melhor parte é que você pode encontrar histórias semelhantes à sua.

Foque em outras coisas

É muito importante se ocupar com outras coisas, afinal, ficar pensando apenas na doença não é nada saudável.

Faça algum esporte, colecione algo, leia livros, visite exposições e vá ao parque. Esses hábitos vão ajudá-la a lidar melhor com esse momento delicado.

Corra da depressão no câncer

Ocupando a cabeça com outras coisas além da doença e se apoiando em outras pessoas, esse momento fica mais tranquilo, impedindo que a depressão piore ainda mais seu diagnóstico.

A depressão no câncer mama é algo muito comum, afinal, muitas pessoas não conseguem aceitar muito bem esse problema, ou não conseguem ajuda necessária para enfrentar esse momento.

Não se exclua ou se feche para as pessoas e possibilidades, esse é o primeiro passo para desenvolver uma depressão durante a doença. Aguente firme e não desista!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *