Casamento: como economizar na cerimônia?

casamento

Muita gente sonha com o momento de se casar, e não é à toa. O casamento representa um momento de encontro entre duas pessoas que estão decididas a mudar de vida para ficar uma com a outra, e convidam família e os amigos mais próximos para testemunhar esse amor.

Mas existe algo que precisa ser considerado na hora de planejar o casamento dos seus sonhos, e que não é lá tão romântico: o orçamento!

Se você já começou a pesquisar fornecedores, sabe que quando o assunto são os preços de um casamento o céu é limite! E é preciso tomar bastante cuidado para não começar a vida de casados cheios de dívidas.

Mas é possível fazer uma celebração linda e cheia de significado e sentimentos sem estourar o seu orçamento. Se você está pretendendo economizar no casamento, temos as dicas certas para você.

Casamento econômico: defina o estilo do seu casamento

Hoje em dia não existe apenas um estilo de cerimônia e festa. Seu casamento pode ser clássico, boho, rústico, industrial, na fazenda, no campo, na praia, temático, mini wedding… Ufa!

Existem vários tipos e estilos de casamento, e a definição de qual se encaixa mais no estilo do casal impacta diretamente no orçamento. Duvida?

Bom, casar na praia pode ser um grande sonho, mas você sabia que esse tipo de festa normalmente exige um pagamento extra para a prefeitura da cidade? E o casamento clássico, mais tradicional e cheio de pompa, pode sair várias vezes mais caro que uma festa com temática rústica, que tem móveis e decoração mais simples?

O desafio aqui é que os noivos pesquisem cada formato de casamento e consigam escolher o estilo ideal. Esse é o primeiro passo para começar a organização de um casamento econômico e lindo.

Casamento econômico: tenha um orçamento bem claro

Muito fornecedores vão te perguntar qual é o seu orçamento, e ter esse número na ponta da língua é essencial não só para que você possa responder essa pergunta, como para evitar que você termine com um rombo na sua conta bancária.

Isso porque muitos fornecedores têm pacotes diferentes de serviços que podem se adequar às suas necessidades, e é bem fácil se encantar com algo e só depois de fechar o contrato perceber que você ainda tinha muitos outros detalhes para pagar e poderia ter economizado.

Avalie as receitas dos noivos (e de quem mais se propor a ajudar no casório) e façam um planejamento financeiro, imaginando quanto cada um poderia contribuir para realizar o casamento.

É sempre bom deixar uma brecha no orçamento para poder arcar com desejos que possam aparecer mais perto do casamento, ou mesmo para cobrir despesas depois do evento, como a lavagem do vestido de noiva, hora extra no buffet ou custos de louças e taças quebradas.

Casamento econômico: pesquise muito

Acredite, existem excelentes fornecedores para todos os bolsos, o segredo é pesquisar muito bem.

Evite fechar com o primeiro fornecedor que você encontrar, faça todas as perguntas que tiver vontade, peça amostras do trabalho e, quando possível, vá a um casamento que aquele fornecedor que você está de olho está participando.

A pesquisa é muito importante para que você consiga encontrar os melhores preços e os melhores profissionais, e não se arrependa depois.

Casamento econômico: coloque o custo-benefício na balança

Mesmo que você queira economizar o máximo possível, o ideal é que o casal tenha sabedoria para pesar o custo-benefício de cada serviço e produto, e possam tomar decisões que aliem o preço à qualidade.

Se você percebe que um serviço não é absolutamente essencial para vocês, para os convidados ou para o bom andamento da festa, pense duas vezes em contratá-lo.

Por outro lado, lembre-se que existem investimentos que valem muito a pena e podem te ajudar bastante.

Ter ao seu lado um bom assessor, por exemplo, vai te ajudar a encontrar os melhores fornecedores para o perfil do seu casamento, se manter no orçamento e pode até render alguns descontos em serviços, já que o profissional costuma ter um melhor poder de negociação.

Casamento econômico: aposte nos DIY

Fazer elementos DIY (Do It Yourself, ou faça você mesmo, em português) é ótimo para poupar e deixar o casamento mais a sua cara.

Os noivos podem criar os convites de casamento, produzir as lembrancinhas e outros detalhes para economizar. Dá até para convidar padrinhos, pais e amigos mais próximos para ajudar na tarefa.

Além disso, se você tem na sua família ou entre os amigos pessoas que mandam muito bem em alguma área, como confeitaria, decoração e costura, também pode pedir ajuda para eles. Quem sabe você não ganha algum item, como o bolo de casamento ou uma maquiagem profissional, de alguém que conhece e economiza mais ainda!

Lembre-se apenas de pesar muito bem de quem receberá ajuda e tenha certeza de que a pessoa, por mais próxima que seja, fará o trabalho de forma profissional.

Evite também agregar muitas tarefas DIY para você, principalmente aquelas que exigirão sua presença no grande dia. Se você se sobrecarregar corre o risco de estar exausta na cerimônia ou mesmo de se atrasar muito.

Por isso, busque sempre deixar as tarefas mais complexas e importantes nas mãos de um profissional e faça apenas aquilo que você gostar e puder fazer!  

Leia também