Tayla Pinotti

Caspa oleosa x Caspa seca: você sabe a diferença?

caspa oleosa e caspa seca

Que a caspa é um problema bem desconfortável, você já sabe. Mas você sabe a diferença entre caspa seca e caspa oleosa? Apesar do mesmo nome e de possuírem algumas semelhanças, as duas coisas são distintas.

Ambos os tipos de caspa são características por uma descamação excessiva causada por uma inflamação do couro cabeludo, formando aqueles “floquinhos” brancos.

No caso da caspa oleosa, a descamação fica grudada no couro cabeludo, mas alguns “floquinhos” podem escorrer para os fios em pequena quantidade, criando uma aparência de cabelo sujo.

Já a caspa seca é aquela que se solta totalmente do couro cabeludo, fazendo com que as descamações fiquem totalmente visíveis, em alguns casos inclusive nas roupas.

O processo de descamar o couro cabeludo é natural, pois isso renova as células da região. Porém, essa descamação pode ser acelerada quando já um desequilíbrio no organismo devido à fatores internos ou externos.

Estresse, problemas hormonais ou o uso exagerado de produtos inadequados para o cabelo são fatores que podem causar esse desequilíbrio, fazendo com que a caspa apareça no couro cabeludo.

Identificar qual tipo de caspa está te afetando é fundamental para tratar o problema da forma correta.

Caspa oleosa e seca: como tratar cada uma delas?

Para tratar a caspa, o primeiro passo é procurar um dermatologista que possa indicar o melhor tratamento de acordo com cada caso.

Geralmente, para tratar casos mais graves de caspa seca, é indicado o uso de shampoos anticaspa. Já em casos mais avançados, o uso de medicamentos de uso oral e local podem ser necessários.

Para a caspa oleosa, é necessário usar produtos específicos para controlar a oleosidade dos fios como um shampoo esfoliante, por exemplo, que ajuda a purificar o couro cabeludo. Em alguns casos, o uso de algum medicamento anti inflamatório pode ser prescrito.

Aproveite e confira aqui como acabar com a caspa e controlar a oleosidade.

Caspa oleosa x Caspa seca: você sabe a diferença?
Avalie esse conteúdo

1 comentário neste post

  1. Fatima Garber disse:

    Tenho muitas dificuldades pra conseguir emagrecer, espero que as suas dicas possam me ajudar a mudar essa realidade. Obrigada.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *