Saiba como atrasar o envelhecimento capilar

Cabelo envelhece

Quando falamos sobre envelhecimento capilar, muitas pessoas imaginam o surgimento gradativo do cabelo branco. No entanto, assim como as outras partes do corpo, o cabelo também sofre com os efeitos do passar do tempo. Fragilidade e desgaste são alguns dos vários efeitos colaterais do amadurecimento do fio, e não, esse processo não é exclusivo para quem está chegando na terceira idade.

O aparecimento do cabelo grisalho, decorrente da perda de melanina do fio, é reconhecido como o primeiro indicativo da chegada da “velhice” aos cabelos. Mas, é importante lembrar que o envelhecimento capilar chega de diferentes formas e, dependendo de fatores genéticos, ele pode chegar mais cedo.

Como acontece o envelhecimento capilar

Envelhecimento capilar

O crescimento dos cabelos acontece em três fases: anágena, de desenvolvimento; catágena, que é a transição até que os fios apareçam no couro cabeludo; e a telógena, que é quando o crescimento é interrompido para que o fio caia e um novo se desenvolva no lugar. O processo de envelhecimento começa quando os folículos pilosos passam pela oxidação celular, que afeta a fase de desenvolvimento, fazendo com que o cabelo passe a crescer com menos frequência.

O envelhecimento também afeta o bulbo capilar, a estrutura onde as células que atuam no crescimento do fio são produzidas, fazendo com que o metabolismo capilar fique mais lento. Assim, as proteínas e ceramidas capilares diminuem, e o cabelo passa a nascer mais opaco, áspero e sem elasticidade.

A oxidação também é responsável pelos fios brancos, já que ela afeta a produção de melanina. A chegada da menopausa, um processo natural do corpo feminino, faz com que a produção hormonal que atua no crescimento capilar também seja comprometida, o que pode acelerar os efeitos do amadurecimento capilar.

Fatores que colaboram para que o cabelo envelheça mais rápido

Apesar de natural, o envelhecimento dos cabelos pode ser intensificado por causa de hábitos prejudiciais praticados ao longo da vida. Falta de cuidados, exposição à radiação solar, poluição e calor e a realização excessiva de procedimentos químicos (como a escova progressiva, por exemplo) são atitudes que fazem com que os fios cheguem à “terceira idade” mais rápido.

Alguns remédios, estresse e doenças específicas também interferem na saúde das madeixas. Uma alimentação pobre em proteínas e vitaminas também colabora para o aparecimento de fios mais frágeis e suscetíveis aos danos causados pelo tempo, por isso, o ideal é incluir alimentos para fortalecer o cabelo na sua dieta sempre que possível.

Como atrasar os efeitos do tempo no cabelo

Cabelo preto envelhece

Não existe um tratamento que possa reverter o envelhecimento dos fios, já que estamos falando de um processo natural da vida humana, que eventualmente acomete todas as partes do corpo. No entanto, é totalmente possível controlar os efeitos desse processo nos fios e até atrasá-los um pouco com ajuda de alguns cuidados e tratamentos capilares.

Para agir na contramão da perda de força e massa do fio, aposte pesado em tratamentos de reconstrução, como máscaras, misturinhas e produtos com ativos que reforcem a fibra capilar. Elas também vão ajudar a combater a fragilidade e a quebra.

Já para evitar o ressecamento e opacidade das madeixas, além de evitar a quebra e as pontas duplas, a solução são os tratamentos de nutrição, que vai repor os nutrientes dos fios perdidos por causa do envelhecimento capilar. Produtos ricos em óleos e manteigas são os mais indicados para uma nutrição completa, pois eles também devolvem a oleosidade natural dos fios.

Criando uma rotina rigorosa com a ajuda do cronograma capilar, você garante uma rotina de cuidados que cobre todos os tratamentos necessários – a reconstrução e a nutrição – e ainda mantém os fios hidratados. Converse com o seu cabeleireiro para que ele te ajude a definir quais são as necessidades do seu fio e tenha um cabelo lindo, saudável, macio, sedoso e livre dos efeitos do passar do tempo.

Leia também