Tayla Pinotti

Como praticar o desapego material e ter uma vida mais leve

Desapego material

Todo mundo tem em casa aquela camiseta velha, aquele celular antigo ou aquele brinquedo da infância nostálgico que são praticamente impossíveis de se desfazer pela carga histórica e emocional que carregam.

E tá tudo bem com isso! Querer manter itens que fizeram parte de uma fase especial da sua vida é normal, porém, é preciso ficar atento(a) para que a dificuldade em praticar o desapego material não se torne um grande desafio para você.

Fazer periodicamente uma “limpa” no armário e na casa como um todo é fundamental não apenas para se livrar do velho, mas também para dar espaço para o novo. Isso porque o desapego material significa muito mais do que uma simples limpeza: significa também renovação.

E engana-se quem acha que, para se tornar uma pessoa desapegada, é preciso abrir mão total de toda e qualquer coisa produzida pelo capitalismo ou então viver por aí viajando com apenas uma mochila nas costas.

O desapego pode começar nas pequenas atitudes. Por isso, se você deseja uma vida mais leve e consciente, confira abaixo algumas dicas para desapegar de tudo que é desnecessário.

Como desapegar dos bens materiais

Faça um reflexão e mantenha as coisas em movimento

Uma forma simples que pode te ajudar a escolher o que manter e o que se desfazer é se perguntando: este é um objeto que está em movimento ou apenas parado? Isso porque, assim como as pessoas, as “coisas” também devem ter uma vida, o que significa que devem se manter em movimento.

Dessa forma, você vai perceber que coisas paradas no seu armário por muito tempo ou que estão encostadas em algum canto da casa sem nenhuma utilidade para você já não estão mais se movimentando e que, por isso, chegou a hora de dar uma nova “vida” para elas.

Separe os itens entre: doar, jogar fora ou vender

Depois que você fizer aquela limpeza entre os itens parados, separe-os entre: doação, descarte ou venda. Objetos em bom estado podem (e devem!) ser doados, enquanto aqueles em péssimo estado podem ser descartados. Já aqueles que você nunca usou e seguem intactos podem até serem colocados à venda.

Neste momento, é importante ser imparcial e se colocar no lugar do outro. Por exemplo: você gostaria de ganhar algo no estado do objeto que está doando? E você compraria o que está vendendo? Seja consciente nas suas escolhas.

Quando for comprar roupas, priorize peças no conceito slow fashion

Na contramão do que prega o fast fashion, modo de produção tradicional de roupas em larga escala no qual as peças são fabricadas, consumidas e descartadas em pouquíssimo tempo, está o conceito de moda slow fashion, que aparece justamente para estender o tempo de vida útil das peças de roupa.

O modelo visa priorizar a sustentabilidade e as criações personalizadas na produção das roupas, que são feitas de forma artesanal e em menores escalas, o que resulta em uma moda mais consciente.

Lembre-se da diferença entre precisar e querer

“Eu preciso de uma camiseta nova”, será que precisa mesmo? O consumismo faz com que muitas compras sejam realizadas no impulso, principalmente quando se trata de peças de roupa. Por isso, sempre que achar que precisa de algo, reflita: a compra que você vai fazer é necessária? Você pode pagar por ela? Há alguma alternativa à essa compra?

Essas questões estimulam uma reflexão sobre a real necessidade de cada compra e o impacto que ela pode causar. Dessa forma, é possível sair do modo automático impulsivo de compra.

Pratique o desapego sempre e não só uma vez por ano

Por mais que a maioria das dicas sobre desapego te ensine a realizar uma faxina periodicamente, é importante lembrar que é preciso “desapegar” constantemente para que a mudança seja notada.

Por isso, não fique preso(a) à necessidade de ter os melhores celulares, computadores, eletrodomésticos ou as melhores roupas e maquiagens, por exemplo. Pratique o desapego material provando para si mesmo(a) que é capaz de viver com o simples, sem que aquilo que você usa, compra ou consome te defina.

Como praticar o desapego material e ter uma vida mais leve
5 (100%) 6 vote[s]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *