Tayla Pinotti

O que são as casquinhas depois da progressiva? Descubra e saiba como tratar

Descamação Pós Progressiva

Quem alisa o cabelo com escova progressiva sabe que o procedimento pode trazer algumas consequências desagradáveis, como as casquinhas pós progressiva.

De acordo com Dr. Erick Omar, tricologista da AE Skin Center de São Paulo, o formol utilizado na escova progressiva em altas concentrações leva a uma dermatite de contato caracterizada por vermelhidão, coceira e posteriormente, descamação do couro cabeludo.

Ele lembra que o formol por si só não alisa o cabelo, mas sim a temperatura da prancha pela quebra das pontes de hidrogênio. O formol funciona como um solvente na cutícula da fibra capilar, formando uma espécie de filme endurecedor, impermeabilizando o fio.

“Essa impermeabilização que o formol faz impede que o cabelo continue recebendo nutrientes, levando a um fio susceptível a fratura. Como o fio de cabelo se torna impermeável, a lubrificação fica retida no couro cabeludo, levando a um aumento da oleosidade e favorecendo a proliferação do fungo causador da caspa”, explica o tricologista.

As casquinhas, que tem uma cor esbranquiçada, são uma reação do organismo, que tem como objetivo provocar a renovação da região afetada durante o procedimento químico de alisamento.

Sendo assim, não é possível fugir do aparecimento dessas placas brancas do couro cabeludo, mas você pode tratar e evitar que o problema se agrave. Saiba como.

Dicas para tratar a descamação pós-progressiva

Como o formol leva a uma impermeabilização dos fios, Dr. Erick Omar explica que não adianta só fazer hidratação porque os ativos não vão conseguir atravessar a cutícula e penetrar no córtex do fio.

O melhor tratamento para o couro cabeludo irritado após progressiva é a umectação capilar, feita a base de óleos.

Para eliminar as descamações, a dica é aplicar o óleo vegetal não apenas no comprimento dos fios, mas também no couro cabeludo, massageando a área por aproximadamente 30 minutos. Após esse tempo, lave e condicione o cabelo como de costume.

Você também pode optar por uma umectação noturna, que consiste em dormir com o óleo na raiz.

Além disso, o tricologista da AE Skin Center de São Paulo lembra: o couro cabeludo deve sofrer o mínimo de agressões possíveis. É necessário ter cuidado ao pentear, evitar o uso excessivo de secadores e chapinhas, não fazer outros procedimentos químicos no cabelo após a progressiva.

Também é importante reforçar que, em hipótese alguma, usar as unhas para arrancar as casquinhas do couro cabeludo, pois isso pode agravar ainda mais a situação.

Agora que você já sabe como tratar as casquinhas depois da progressiva, aproveite para conferir também qual é a melhor rotina de cuidados para fios quimicamente tratados.

O que são as casquinhas depois da progressiva? Descubra e saiba como tratar
5 (100%) 1 vote

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *