Tayla Pinotti

Como fazer a divisão de tarefas domésticas entre todos que moram na casa

divisão de tarefas domesticas

Socialmente vistas como dever apenas da mulher, as atividades relacionadas ao lar ainda são encaradas como parte de um cuidado com a casa e não como um trabalho ou obrigação. Em fevereiro de 2020, um levantamento realizado pela Gallup, uma empresa de pesquisa de opinião dos Estados Unidos, mostrou que a divisão de tarefas domésticas ainda acontece em moldes muito sexistas.

Enquanto limpar a casa, preparar refeições e lavar a louça aparecem como as principais responsabilidade das parceiras, os homens ficam responsáveis por tarefas como trabalhos de jardinagem ou manter o carro em boas condições. Além disso, dados do IBGE revelam que as mulheres brasileiras trabalham cerca de 8 horas a mais por semana em afazeres domésticos do que os homens.

A dupla jornada (de trabalhar + cuidar da casa) leva grande parte da população feminina a uma espécie de esgotamento mental, que gera problemas como ansiedade, cansaço (mental e físico), estresse e até mesmo a depressão. Para reverter esse cenário, o primeiro passo é entender que cuidar da casa é uma obrigação de todos que nela moram e que, dessa forma, todos devem ser responsáveis pela sua limpeza.

Lavar, passar, cozinhar, faxinar e tirar o lixo não são atividades prazerosas para a maioria da população, mas dizer que homens e meninos não sabem ou não devem executá-las apenas por serem do sexo masculino é um erro. Dividir as tarefas entre todos – homens e mulheres, adultos e crianças – é fundamental para que a família entenda que cuidar do ambiente doméstico é um trabalho coletivo.

Mas, afinal, qual a melhor forma de fazer a divisão de tarefas domésticas? Confira abaixo dicas para fazer isso de maneira justa entre todos que moram na casa.

Leia também: Plantas para dentro de casa: como escolher os tipos certos de vegetação para seu lar.

Entenda a necessidade de cada atividade para cada ambiente


Cada lar tem suas particularidades e as diferenças devem ser levadas em consideração na hora de planejar a arrumação dele. Se a cozinha é o ambiente que mais exige limpeza, você já sabe que será preciso investir mais tempo ali do que no quarto, onde será necessário apenas passar uma vassoura na maioria dos dias, por exemplo.

Se você é mulher e já está acostumada a cuidar de toda a casa sozinha, com certeza já sabe detalhadamente o cuidado que cada cantinho da sua casa precisa. Mas, se você ainda não sabe, pode começar se reunindo com toda a família para que, juntos, estabeleçam o que precisa ser feito em cada ambiente e quanto tempo será necessário para isso.

Monte a sua própria tabela de tarefas domésticas

Depois que você e os membros da sua casa ou família já anotaram tudo o que precisa ser feito – desde a faxina mais pesada (como lavar os cômodos) até a atividade mais simples (como colocar a ração do cachorro) -, inclua também na sua lista obrigações não tão frequentes como limpar o freezer ou lavar as janelas.

Em seguida, você deve estabelecer pelo menos um dia da semana ou do mês para cada uma delas. Para facilitar na visualização, muitas famílias criar tabelas ou até mesmo planilhas de tarefas domésticas como forma de organização. Uma boa forma de fazer isso é criar linhas e colunas que apontem a tarefa, o dia da semana, o horário e o responsável por cada atividade.

Se tiver mais de um filho, tente dividir as tarefas domésticas por idade

Sim, seu filho pode ajudar nas tarefas domésticas e, quanto mais cedo você ensinar isso a ele (ou à ele), melhor será para todos. A partir dos 2 anos de idade, a criança já pode entender que a casa é responsabilidade de todos. É função dos pais, claro, ensinar pequenas tarefas com paciência, amor, além de supervisão e incentivo, claro.

Crianças de 2 a 3 anos podem “ajudar” organizando/guardando brinquedos e livros, alimentando animais de estimação e colocando a roupa suja dentro da máquina, por exemplo. Já pequenos que tenham entre 4 e 5 anos podem fazer a cama, ajudar a pôr e tirar a mesa e guardar as compras do mercado.

Leia também: Dicas para tornar as tarefas domésticas mais leves.

Entre 6 e 8, já são capazes de estender roupas, ajudar com a louça e limpeza da casa e a partir dos 9 até os 12 anos, a criança pode ser responsável por tarefas de limpeza e manutenção do exterior e interior da casa, guardar roupas nos armários, cuidar dos animais de estimação e retirar os lixos.

Controle o que está sendo feito, mas lembre-se que cada um tem seu tempo

Que atire a primeira pedra a mulher que nunca preferiu fazer tudo sozinha a ter que esperar que outra pessoa fizesse as coisas do seu próprio jeito e no seu próprio tempo. Agir assim é mais normal do que se imagina, mas, se a ideia é que a divisão seja o mais justa possível, é preciso respeitar o tempo e o jeito do outro.

Seu/(sua) parceiro(a) pode demorar muito mais tempo do que você costuma levar para lavar uma louça e o(a) seu/sua filho(a) pode não passar pano tão bem no chão, mas é preciso que todos tenham paciência, principalmente se esse for um momento novo para a maioria.

Lembre-se que para que a divisão de tarefas funciona de um jeito diferente em cada lar, mas, para que ela funcione, o segredo é sempre o mesmo: muita prática, além, é claro, de muita união e respeito.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *