Talitha Benjamin

Guia definitivo da nutrição capilar

Nutrição Capilar

Apesar da hidratação ser essencial para os fios, ela está longe de ser o único cuidado necessário com o cabelo. A recomendação universal para cabelos saudáveis e bonitos é adotar um cronograma capilar que siga rigorosamente os três tratamentos mais importantes dos fios – a hidratação, a reconstrução e é claro, a nutrição capilar, que é importantíssima para ter madeixas macias, cheias de vitalidade e sem frizz.

A nutrição é, basicamente, um cuidado reparador, responsável pela reposição dos lipídios e da oleosidade natural dos fios. Esses nutrientes são responsáveis por proteger a fibra capilar de danos externos causados por diversos fatores como: calor do uso de aparelhos elétricos (secador, chapinha e modelador), raios solares, água quente, químicas capilares, sol, vento, radiação, entre muitos outros que causam riscos para a saúde e integridade do cabelo.

Por que a nutrição para o cabelo é tão importante?

A nutrição para o cabelo é um dos tratamentos mais importantes contra o ressecamento. Isso porque as madeixas estão a todo tempo sob o efeito de agentes que retiram a oleosidade natural dos fios. Esse problema é ainda pior para as curvaturas cacheadas e crespas, já que os fios em formato espiral ou em Z dificultam a absorção dos óleos naturais.

Em todos os cabelos, a falta de nutrição resulta em madeixas ressecadas, quebra, pontas duplas e por aí vai. Por isso, além de caprichar na hidratação, mantenha sempre a nutrição de dia – e para garantir um resultado ainda melhor, monte um cronograma capilar.

A nutrição traz diversos benefícios para os fios: brilho renovado, movimento, redução do frizz, combate ao ressecamento, prevenção de pontas duplas, além de selar as cutículas para prolongar a hidratação e proteger a fibra capilar.

Tipos de nutrição capilar

Os principais métodos de nutrir os fios são os que utilizam máscaras com a composição rica em ceramidas, óleos e manteigas ou os que fazem o uso óleos de umectação, como os óleos de coco, argan, abacate, rícino, entre outros.

Os óleos vegetais também podem ser utilizados em combinação com outros cremes, máscaras ou ampolas, pois isso ajuda a potencializar os cuidados capilares.

Como fazer a nutrição capilar corretamente?

A frequência e intensidade da nutrição vai depender do tipo de cabelo: cacheados e crespos precisam desse processo com mais frequência, já que são mais secos e perdem nutrientes com mais facilidade.

Para essas curvaturas, a melhor opção é apostar na umectação, onde o óleo vegetal é aplicado diretamente no fio até que o absorva totalmente. Uma dica muito boa é apostar nas misturinhas, combinando o óleo vegetal de sua preferência com uma máscara intensificada com outros nutrientes ou fazer uma umectação noturna.

Nos fios lisos e ondulados, é indicado realizar a nutrição uma vez a cada 10 dias, atentando-se sempre para como o fio vai reagir a essa rotina. Invista em máscaras de nutrição com alto nível de óleos vegetais e manteigas, já que a umectação direta pode ser pesada para esse tipo de cabelo.

A nutrição para os cabelos oleosos também deve ocorrer em menor frequência, em média uma vez por semana. Mas não se engane! Esse cuidado é igualmente importante para todos os tipos de cabelo.

A nutrição associada ao cronograma capilar

Apesar da sua importância, a nutrição capilar não é a única etapa de cuidado que não pode ser dispensada no cuidado dos fios. A hidratação e a reconstrução também precisam ser feitas eventualmente. A melhor forma de garantir que você está cuidando do cabelo direitinho é montar e seguir rigorosamente um cronograma capilar, baseado nas suas necessidades e aproveitar as madeixas cheias de vida, maciez e saúde.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *