Talitha Benjamin

Você conhece o seu ciclo menstrual? Entenda a importância de se manter em dia com as mudanças do seu corpo

Ciclo menstrual

Independentemente do estilo de vida e personalidade, todas as mulheres passam por alterações hormonais que podem desorganizar o funcionamento do corpo. Essas mudanças variam de mulher para mulher e, por isso, é importante conhecer e acompanhar o ciclo menstrual, que é o termo que se dá para as mudanças periódicas que ocorrem no corpo feminino enquanto ele é fértil.

Leia também: É normal menstruar duas vezes no mês? Saiba mais!

Ao contrário do que se pensa, o ciclo é muito mais do que apenas a menstruação. Ele possui várias etapas diferentes, sendo que todas elas têm seus efeitos hormonais sobre o corpo e cérebro. Conversamos com a ginecologista e obstetra Dra. Karina Tafner para explicar mais sobre a importância de estar em sintonia com o seu corpo.

Ciclo menstrual

Como funciona o calendário menstrual?

O desenvolvimento e amadurecimento do óvulo, a ovulação e a descamação da parede interna do útero (a menstruação) fazem parte do ciclo menstrual, que em média 28 dias. Todos esses processos provocam várias alterações fisiológicas e hormonais no corpo e acontecem para que o óvulo seja fecundado para dar início à gravidez.

Segundo Karina, o ciclo menstrual se divide em duas fases:

Fase folicular: é o início do ciclo, que começa no primeiro dia da menstruação e vai até o dia da ovulação (ao redor do 14º dia). Ela dura, em média, de 3 a 7 dias e, depois disso, o corpo irá começar a desenvolver o óvulo necessário para a ovulação. Durante toda essa fase, há uma concentração maior de hormônios no corpo, então as dores são sempre mais intensas. A ovulação ocorre quando o nível de estrogênio chega ao ápice e o óvulo sai em direção às trompas.

Leia também: TPM: Dicas para te ajudar com os sintomas da tensão pré menstrual

Fase lútea: neste período, o corpo produz progesterona, responsável por preparar as paredes do útero para a fecundação. Caso a fecundação não aconteça, as paredes internas do útero se descamam e são eliminadas pelo organismo, que dá início ao período menstrual. Nesse período, os níveis de progesterona e estrogênio no organismo são altos e algumas mulheres podem sofrer com os altos níveis de efeitos colaterais, que é quando ocorre a chamada TPM (tensão pré menstrual).

Porque devo acompanhar meu calendário menstrual?

calendário menstrual

Não é toda mulher que tem a sorte de ter um ciclo menstrual reguladinho que segue a previsão média de duração sintomas, mas, em todo caso, prestar atenção em todos esses processos é importante para a saúde reprodutiva: “a mulher deve saber reconhecer alterações nos ciclos menstruais que sejam sugestivas de patologias e que precisam ser tratadas”, afirma a ginecologista.

Leia também: Dicas para a primeira consulta no ginecologista e razões para ir

Isso porque a maioria das doenças do sistema reprodutivo tem como principal sintoma o desregulamento do ciclo menstrual.

O ciclo menstrual já pode ser acompanhado por diversos aplicativos – alguns, inclusive, já estão muito populares entre as mulheres. A dica é escolher o que mais se encaixa nas suas necessidades e usá-lo para registrar seus sintomas, sentimentos (já que os hormônios também afeta no psicológico) e, assim, se manter em sintonia com o corpo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *