Tayla Pinotti

8 formas simples de evitar a infecção urinária

Infecção urinária

Sentir vontade de fazer xixi sem realmente estar com a bexiga cheia e uma dor ou ardência intensa ao (tentar) urinar: se você conhece esses sintomas, então com certeza você já enfrentou – ou enfrenta com frequência – a infecção urinária.

Devido ao fato de terem a uretra três vezes mais curta que a dos homens – o que facilita a atuação de bactérias que causam a infecção -, as mulheres são a mais afetadas pela cistite. Segundo estimativas, metade das mulheres enfrentará pelo menos um episódio de infecção urinária ao longo da vida, sendo que 20% delas costumam ter mais de três infecções de urina ao longo do ano.

A maior parte dos casos de cistite acontece por causa da migração de micro-organismos do intestino que vão parar na uretra, canal por onde passa a urina. No entanto, outros fatores como diabetes, constipação, pedras nos rins e até a menopausa podem contribuir para o aparecimento frequente da infecção.

Leia também: Veja os mitos e as verdades sobre o diabetes

Ao procurar atendimento médico, antibióticos e medicamentos para o alívio da dor são indicados, mas é importante realizar exames para entender qual é o tipo de bactéria responsável pela infecção e garantir o tratamento correto de acordo com cada necessidade.

No entanto, algumas medidas – simples, que não incluem remédios – podem ajudar a evitar o aparecimento da cistite. Confira abaixo quais são elas e coloque-as em prática já!

Como evitar a infecção urinária

Beba (bastante) água

A hidratação é um ótimo mecanismo de defesa contra a infecção urinária, além de outros problemas. Ingerir entre 2 e 3 litros por dia já ajuda bastante na prevenção da cistite, por isso, carregue sempre uma garrafa com você.

Não segure o xixi por muito tempo

Xixi parado na bexiga por muito tempo cria o ambiente perfeito para que bactérias se proliferem e, consequentemente, causem uma infecção. Por isso, sempre que sentir vontade de urinar, corra para o banheiro.

Faça xixi sempre antes e depois da relação sexual

Por mais estranho que possa parecer para você e para o seu/sua parceiro(a), urinar depois da relação sexual vai ajuda a limpar a uretra, canal por onde sobem as bactérias que causam a infecção.

Durma sem calcinha

Sim, o simples ato de dormir sem calcinha pode ser muito saudável para a sua vagina. Isso porque as calcinhas formam um ambiente quente na região do órgão feminino, contribuindo para o crescimento de bactérias.

Leia também: Vagina limpa: porque você não deve usar sabonetes Íntimos

Inclua chá ou cápsulas de cranberry na sua rotina

Apesar de não haver comprovação científica sobre a eficácia o consumo de cranberry no tratamento contra infecção urinária, muito profissionais recomendam chás ou cápsulas da fruta, que contém uma substância que pode evitar a aderência de bactérias à parede da bexiga.

Cuidado com a sua alimentação

Além do cranberry, frutas como abacaxi, laranja, limão, uvas vermelhas, mamão e mirtilos também auxiliam na prevenção e tratamento desta inflamação da bexiga. Invista também no consumo de alimentos e bebidas diuréticas.

Pratique a masturbação feminina

Tanto a infecção urinária quanto a cervical podem ser prevenidas com a prática da masturbação feminina. Isso porque o ato faz com que haja uma abertura do colo do útero – que ocorre durante a excitação – e esse processo permite a “lavagem” de fluidos cervicais ricos em bactérias.

Leia também: 5 benefícios que a masturbação feminina traz

Higienize a região com cuidado

Além de fazer xixi para evitar a infecção urinária, é importante sempre higienizar as partes íntimas antes e após as relações sexuais. Além disso, sempre que for ao banheiro, limpe os órgãos no sentido de frente para trás – isso evita que bactérias passem do ânus para a vagina.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *