Tayla Pinotti

7 inseguranças que todo mundo sente, mas não deveria

Inseguranças

Sabe aquela pessoa que serve de referência para você? Então, nem ela é 100% segura de si mesma. Isso porque a insegurança é um sentimento muito mais comum do que se imagina e afeta indivíduos de todas as idades, gêneros e personalidades.

Apesar de frequente, esse estado emocional é bem preocupante, porque muitas vezes é responsável por fazer com que pessoas fiquem deprimidas e até desistam de viver novas experiências.

Ao contrário do que se pode imaginar, essa sensação vai muito além de problemas pontuais com a própria imagem e várias situações aparentemente “inofensivas” do dia a dia podem se tornar verdadeiros pesadelos para quem é inseguro.

Por isso, separamos alguns exemplos comuns que não deveriam existir, ok?!

Insegurança ao usar roupas de academia

Para quem não tem o hábito de ir à academia, vestir aquelas roupas grudadas pode ser um enorme desafio, já que, na cabeça de uma pessoa insegura, isso pode acabar atraindo olhares.

A dica para não entrar nessa neura é escolher roupas que te deixem confortável e focar no seu objetivo pessoal, sem deixar que suas vestimentas sejam um fator desanimador.

Insegurança em relação aos colegas de trabalho

O ambiente de trabalho é um dos lugares mais propensos à insegurança. Isso porque muitos funcionários podem duvidar da própria capacidade e se enxergarem inferiores aos colegas.

No entanto, é importante lembrar que todo mundo tem seu valor e que, se você foi contratado para aquela vaga, é porque seu chefe acredita no seu potencial. Então, acredite também e pare de se comparar com os outros.

Insegurança na escola/faculdade/curso

Faculdades e escolas também são repletas de pessoas inseguras. Nesses lugares, é comum haver uma disputa para ver quem é o mais inteligente e, por isso, é normal que alunos sintam insegurança na hora de expor ideias.

Nestes momentos, é importante lembrar que a vida não é uma competição e que cada pessoa carrega consigo uma bagagem. Então, você provavelmente também sabe muitas coisas que aquele “inteligentão” da sua sala não sabe.

Insegurança ao aprender a dirigir

Aprender algo novo sempre é um desafio. Quando falamos de pegar um carro e sair por aí no trânsito é um desafio maior ainda e é por isso que muitas pessoas se sentem inseguras para dirigir nos primeiros meses de habilitação.

É claro que é preciso ter cautela, mas é importante lembrar que ninguém nasce sabendo dirigir (óbvio) e que nem todos têm a mesma facilidade. O importante é não desistir e ir melhorando com o tempo e com a prática!

Insegurança causada pelas redes sociais

A tecnologia é uma faca de dois gumes, ou seja, pode ser boa e ruim ao mesmo tempo. Isso porque as redes sociais também geram muita insegurança, seja pelo feed perfeito daquela blogueira que você acha que nunca será igual ao seu ou pelos “likes” que seu parceiro ou parceira podem dar naquele amigo.

A dica é não levar as redes sociais tão à sério e evitar ficar se comparando às pessoas do seu feed para preservar a sua autoestima e bem-estar.

Insegurança para usar roupas de praia

Usar biquíni ou sunga pode ser um pesadelo para muitos meninos e meninas que sentem que não tem um “corpo de praia”. Muitas pessoas, inclusive, desistem de ir à praia ou à piscina só de pensar em ter o corpo exposto.

Antes de mais nada, é importante lembrar que não existe “corpo de praia” e que qualquer pessoa pode usar a roupa que quiser. Não deixe de aproveitar o verão por insegurança!

Insegurança ao falar sobre sentimentos

Estamos acostumados a reprimir sentimentos e ver a exposição deles como um ato de fraqueza. Por isso, muitas pessoas se sentem inseguras ao falar sobre suas sensações, por mais “bobas” que elas sejam.

No entanto, falar sobre o que você sente pode ser um ato libertador. Procure trabalhar essa questão e comece a falar mais sobre si mesmo para não deixar nada reprimido dentro de você.

E aí, se identificou? Saiba que é normal se sentir inseguro às vezes e está tudo bem com isso. No entanto, se você acha que esse sentimento está atrapalhando sua vida, não hesite em procurar ajuda profissional com um psicólogo que te ajude a trabalhar essa insegurança.

7 inseguranças que todo mundo sente, mas não deveria
4.6 (92%) 5 votes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *