Talitha Benjamin

Kombucha: entenda os benefícios dessa bebida

Conheça os benefícios e as propriedades que a Kombucha pode trazer a você

Nos últimos anos, o interesse em melhorar a saúde felizmente tem aumentado bastante, principalmente pelo consumo de produtos naturais. Com essa tendência, aumenta também o consumo de alimentos e bebidas caseiras que trazem muitos benefícios para o organismo.

Se você está em dia com esse assunto, então provavelmente já ouviu falar de bebidas como os sucos detox, os superalimentos e o kombucha. Mas o que é o kombucha e quais são, exatamente, seus benefícios para o organismo?

O que é kombucha?

O que é a Kombucha e pra que ela serve em relação a sua saúde

É o nome que se dá a um tipo de chá fermentado, o que significa que ele possui características probióticas. Probióticos, por sua vez, são alimentos e bebidas que possuem microorganismos vivos. Mas calma! Esses microorganismos fazem muito bem para a nossa saúde.

O kombucha é produzido apenas com ingredientes naturais (incluindo bactérias vivas) e o seu sabor costuma variar muito: nenhum kombucha é igual ao outro, justamente por ser uma combinação de diferentes elementos. Ele pode ser mais doce, seco ou amargo e até mesmo alcoólico, pode ser consumido puro ou usado como base para outras bebidas.

Benefícios do kombucha

Os principais componentes do kombucha são os lactobacilos vivos, que são bactérias benignas para o organismo. Os lactobacilos são essencialmente importantes para o intestino por interagirem bem com a flora intestinal. Eles também agem muito bem no fortalecimento do sistema imunológico, pois ajudam na absorção e minimizam os efeitos colaterais de antibióticos. A absorção de nutrientes, vitaminas e minerais, e seu poder antioxidante também atuam para fortalecer a proteção natural contra doenças do corpo humano.

Por causa do alto nível de probióticos, o kombucha também auxilia na desintoxicação e, consequentemente, no emagrecimento, além de diminuir o efeito de alergias e intoxicações e desconfortos alimentares. É também uma bebida que age como energético, já que possui grandes quantidades de ferro, que auxilia no transporte do oxigênio no sangue.

Como fazer o kombucha?

Kombucha é um chá fermentado que possui características probióticas para sua saúde

Primeiramente, para fazer o kombucha, você vai precisar de um SCOBY (também conhecido como mãe de Kombucha e cogumelo de Kombucha), que é uma colônia de bactérias e leveduras específicas para a fermentação da bebida.

Essa fermentação ocorre no chá verde, preto ou mate e é alimentada pelo açúcar. A combinação da bebida e a quantidade de açúcar adicionado, juntamente com o SCOBY resultará no kombucha. São diferentes tipos de receita para se adaptar melhor ao seu paladar.

O SCOBY, em geral, é vendido pela internet ou doado por pessoas que cultivam esse tipo de colônia. Já a bebida final, o kombucha, demora cerca de 1 semana para ficar pronta, e requer um cuidadoso preparo. Os ingredientes necessários são:

  • SCOBY, a colônia de bactérias, e 100ml do líquido que vem com ela;
  • 1 litro do seu chá de escolha (mate, preto ou verde) frio e adoçado a gosto com açúcar refinado, demerara ou mascavo.

Para fazer o kombucha, basta misturar todos os ingredientes e guardar a mistura em um recipiente fechado com um pano preso por um elástico, para que as bactérias possam respirar.

Guarde longe da luz do sol por 2 dias e, após esse período, experimente para saber se ele alcançou o sabor desejado. Em média, a fermentação dura entre 5 a cada 15 dias.

Após alcançar o sabor da sua preferência, o kombucha estará pronto para ser bebido ou misturado a outra coisa. Se você deseja fazer o kombucha outras vezes, guarde 100ml da bebida.

Existe algum perigo em tomar o kombucha?

É bom lembrar que o kombucha não pode ser consumido deliberadamente justamente por conter muitos probióticos – quando tomados com frequência inadequada, podem desregular toda a flora intestinal.

O ideal é que o consumo comece aos poucos, com pequenas quantidades nos primeiros dias e aumentando gradativamente, mas sem passar dos 300ml por dia.

O kombucha é contraindicado para pessoas hemofílicas e com problemas gástricos, gestantes e mulheres amamentando, diabéticos, hipertensos e crianças menores de 6 anos.

É preciso tomar cuidado também para que o kombucha não seja contaminado e mofe. Se perceber que isso ocorreu, livre-se da cultura e da bebida.

Cuide bem dela e a armazene coberta por um pano, para evitar a entrada de outros microrganismos para aproveitar todos os benefícios da bebida sem se preocupar com intoxicações.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *