Tayla Pinotti

5 benefícios que a masturbação feminina traz

Masturbação feminina

Se você reunir uma rodinha de amigas e perguntar quem ali pratica a masturbação feminina, provavelmente poucas (ou nenhuma) delas irão responder que sim.

O preconceito, a repressão da sexualidade que o sexo feminino sofre e o tabu acerca da masturbação – feminina, é claro – fazem com que mulheres sintam-se desmotivadas a praticarem o ato ou até a simplesmente assumirem que o praticam.

Enquanto meninos são incentivados desde cedo a praticarem o ato sexual e a se tocarem, meninas são ensinadas a se resguardarem e a terem pudores com qualquer coisa que envolva sexo.

Para a ginecologista da clínica Mais Excelência Médica, Dra. Caroline Melo Magnani, nos últimos anos, tem havido uma maior abertura para conversas sobre sexualidade do que antigamente. “Mas ainda vemos meninas, mulheres e senhoras com vergonha de seus corpos e também de falar sobre o assunto”, comenta.

A profissional ainda define a masturbação um momento muito especial de contato íntimo com o próprio corpo, além de ser um hábito saudável que ajuda no bem-estar das mulheres e que, por isso, não é motivo para vergonha ou medo.

“Tocar a vagina é um ato que traz bem estar e relaxamento e ainda ajuda para que mulher se conheça cada vez mais, se respeite mais e se relacione melhor, inclusive”.

De acordo com Caroline, os orgasmos femininos costumam acontecer mais facilmente com a masturbação do que fazendo sexo com outra pessoa pelo simples fato de haver um estímulo direto no clitóris, um órgão feminino cujo a única função é o prazer sexual.

Mas este é apenas uma das vantagens de praticar esse ato. Confira abaixo quais são os principais benefícios da masturbação feminina, listados pela ginecologista.

Benefícios da masturbação feminina

A masturbação aproxima a mulher de si mesma

Quando uma mulher decide se masturbar, ela está decidindo também ter um contato mais íntimo consigo mesma, já que o ato ajuda para que ela se conheça melhor. “Ela permite que a mulher descubra diversas e quais as formas que dão mais prazer. Sendo assim, ela saberá também, durante a relação com outra pessoa, o que a agrada e satisfaz” comenta Dra. Caroline.

Alivia o estresse e tensões

Sim, a masturbação também é benéfica para a saúde. Isso porque, de acordo com a ginecologista, ela promove um relaxamento muscular por meio da liberação de ocitocina, uma substância que proporciona felicidade e amor.

Diminui as cólicas da TPM

O exercício no pavimento pélvico que o orgasmo provoca ajuda no alívio de cólicas e câimbras que surgem o período pré-menstrual. Dra Caroline também avisa que “a menstruação não impede nem a relação sexual, nem a masturbação. Se a mulher estiver com vontade ela pode e deve praticar o ato”.

Previne infecções

Tanto a infecção urinária quanto a cervical podem ser prevenidas com a prática da masturbação, porque o ato faz com que haja uma abertura do colo do útero, que ocorre durante a excitação. Esse processo ajuda na circulação dos fluidos e permite a “lavagem” de fluidos cervicais ricos em bactérias.

E também traz liberdade para expressar seus desejos e curiosidades

Por mais que as mulheres cresçam com uma ideia de que a masturbação feminina é algo sujo e errado, no fundo, a maioria delas tem curiosidade para saber o que esse ato proporciona. Por isso, a mulher que decide se masturbar está quebrando um tabu e colocando sua liberdade em primeiro lugar. Dra Carolina ainda lembra que não existe limite de idade para iniciar a masturbação ou encerrá-la. “Esta é uma prática saudável que não deve ser desestimulada”, finaliza.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *