Thauany Lima

Óleo de rícino: para que serve e como usar

Óleo de rícino

O óleo de rícino é maravilhoso para cuidar da pele, cabelo, sobrancelhas e unhas. Ele está na composição de diversos cremes hidratantes e máscaras capilares, pois é um ativo muito bom para hidratar e nutrir o cabelo, unhas e pele.

Sua extração é da mamona e seus principais componentes são ácidos graxos, ácido ricinoleico, ácido oleico, ácido linoleico, ácido linolênico, ácido palmítico, ácido esteárico, minerais e vitamina E, ingredientes ótimos para a saúde do cabelo e corpo.

Rícino para o cabelo

O óleo de rícino usado no cabelo, ajuda no fortalecimento e crescimento, pois devido o Ômega 6 e 9 dos ácidos linolênico e oleico, dão mais volume aos fios, estimulando o couro cabeludo e os folículos pilosos, deixando o cabelo mais forte desde a raiz.

O rícino também ajuda na selagem dos fios, deixando-os com um aspecto de nutrido, brilhoso e sedoso. A hidratação também é maravilhosa com esse óleo, pois combate o ressecamento e devolve umidade aos fios.

O rícino é ótimo para combater a caspa, pois ele é rico em propriedades que limpam o couro cabeludo, prevenindo fungos e posteriormente as terríveis caspas. Mas é importante lembrar que o rícino sozinho não causa esse efeito, é necessário que ele seja adicionado a algum tratamento para que o efeito seja satisfatório.

O óleo de rícino além de hidratar e nutrir ajuda no combate à queda, nos casos de “eflúvio telógeno”, que são quedas prematuras dos fios. O rícino ajuda a evitar esse tipo de queda.

Óleo de rícino para pele

O rícino para a pele é cheio de benefícios, mas não pode ser usado puro para essa finalidade, ele deve ser misturado com hidratantes ou ser utilizado estando na composição de algum produto para a pele.

Alguns dos benefícios do óleo de rícino são: prevenção da acne, combate ao excesso de oleosidade, ressecamento e redução das celulites.

No combate à oleosidade e acne o óleo de rícino é ótimo, pois tem efeito adstringente, que reduz a multiplicação das bactérias, um dos motivos que causam acnes. Ele também hidrata muito bem a pele, sem deixar com excesso de óleo.

O óleo de rícino também controla a perda de água da pele, impedindo que ela fique ressecada, o que evita o aparecimento de marcas e rugas. Ele também tem ação cicatrizante, devido à vitamina E na sua composição, por isso é uma ótima opção para estrias recentes.

No caso de celulites, é comprovado que o óleo de rícino ajuda na circulação sanguínea, o que auxilia a melhorar a aparência de alguns graus de celulite.

Óleo de Rícino para a sobrancelha e unhas

O óleo de rícino tem o poder de engrossar os fios e ajudar no crescimento, por isso é uma ótima alternativa para quem deseja dar uma “completada” nas falhas das sobrancelhas. O uso nessa região é indicado, pois realmente se nota a diferença, mas é preciso tomar muito cuidado para não atingir os olhos, pois ainda não se sabe qual o efeito do rícino para a visão.

Em contado com as unhas, o rícino promete uma ótima hidratação e fortalecimento, isso porque hidrata as cutículas e elas ajudam na proteção das unhas, o que resulta no crescimento.

Para usar o rícino nas unhas, basta aplicar o óleo diretamente na unha e deixar agir por uma hora. É importante que esse procedimento seja feito antes que as unhas sejam feitas pela manicure.

Agora que já sabemos como o óleo de rícino funciona e quais são seus benefícios, é importante usá-lo adequadamente e com moderação, pois, mesmo sendo maravilhoso para diversas finalidades, o uso em excesso pode não ser tão satisfatório.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *