Talitha Benjamin

Cuidados de beleza que vão muito além da aparência

Cuidados de Beleza

Na nossa sociedade, a ideia de cuidados de beleza está muito ligada à autoestima. Mulheres vaidosas, maquiadas e bem vestidas podem ser mais confiantes e empoderadas, mas será que os cuidados com a beleza se resumem só a isso?

Ter a autoestima elevada vai muito além da estética. Pode até ser que você se sinta mais confiante e segura quando está com a academia em dia, usando seu batom preferido ou quando aposta naquele look que valoriza o seu corpo, mas você sabia que cuidar da beleza e se sentir bonita vai muito mais além disso?

A sua beleza é afetada pelo seu psicológico

A primeira coisa que precisamos entender para reimaginar os cuidados de beleza é que a estética é uma extensão do ser humano. Toda a sua rotina, suas emoções e suas dificuldades refletem nos seus cabelos, na sua pele e no seu corpo. Sabe aqueles dias em que você está para baixo, estressada, com milhões de problemas para resolver, sem conseguir dormir, se alimentar direito ou se exercitar?

Saiba que o seu corpo – e consequentemente, a sua beleza -, também sentem cada um desses efeitos colaterais. Seus cabelos e sua pele absorvem tanto os agentes externos (como poluição, má alimentação e desidratação) como também os internos (estresse, emocional frágil, ansiedade, imunidade baixa).

É justamente nesses momentos onde, geralmente, é normal se sentir insatisfeita com a aparência. A felicidade e satisfação pessoal é fortemente influenciada pela auto imagem e é por isso que os padrões de beleza impostos são tão prejudiciais para a saúde mental de todos. No entanto, cuidar da beleza não significa modificações para adequar-se ao padrão, e sim para manter a saúde da pele, dos cabelos e do corpo, por exemplo.

Cuidados estéticos x padrão de beleza

É normal achar que cuidar da beleza significa usar maquiagem todos os dias para esconder “imperfeições” ou acreditar que pessoas só frequentam a academia para emagrecer, por exemplo. No entanto, cuidar da beleza está muito mais ligado em criar uma rotina de cuidados respeitando suas características naturais.

Por exemplo: uma pessoa magra não é, necessariamente, uma pessoa saudável, assim como ser gorda não é sinônimo de se alimentar mal e ter várias doenças. Cuidar da pele não quer dizer investir em produtos caríssimos para ter um rosto perfeito, mas sim manter a cútis hidratada, nutrida e saudável. Os cabelos saudáveis não são aqueles fios de comercial de TV, e sim aqueles bem cuidados, e com o qual você se sente bonita.

Cuidar de si mesmo e da própria beleza é uma parte muito importante para começar a priorizar o seu bem-estar. Estar bem de cara lavada e toda natural é um sentimento indescritível, e você não precisa se encaixar em nenhum padrão para sentí-lo!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *