Thauany Lima

“Palmiteiro” saiba o que esse termo quer dizer

Palmitagem

Você pode até negar, mas inconscientemente você é preconceituoso, isso cientificamente dizendo, ok?
O racismo é um fenômeno tão natural socialmente que passa despercebido quase sempre. De acordo com estudiosos, isso acontece devido à parte do nosso cérebro que programa julgamentos e decisões rápidas partindo de pressupostos como: conversas antigas, noticiários, aulas, novelas, familiares, entre outros.
Essa determinação automática do cérebro é conhecida na psicologia social como “viés inconsciente”, mecanismo responsável por acharmos pessoas negras menos bonitas, por temermos um negro de capuz na rua, ou simplesmente, naturalizarmos o papel do negro em lugares mais humildes ou subempregos.
O racismo estrutural é uma herança da escravidão brasileira, que inferiorizou e desumanizou a população afro-descendente e que “açoita” até hoje os descendentes dessa etnia.

O gosto é construído socialmente, você sabia?

É delicado falar sobre gosto, porque todo mundo acredita que tem um gosto singular, quando na verdade, foi moldado e ensinado desde sempre o que é um “bom gosto” e um “mau-gosto”.
Gostar de alguém com o nariz afilado, com a pele branca, olhos claros e com os cabelos lisos cheios de movimento, não é seu gosto, acredite!
O Brasil foi colonizado por europeus e por suas ideias eugenistas, coordenadas pelo governo D. Pedro I que estimulou a imigração de brancos para o Brasil, baseado-se em uma “supremacia branca”.
Então quando você tem uma preferência similar a de europeus, está apenas reproduzindo inconscientemente o racismo que nos foi transmitido no período da colonização.

Mas afinal, o que é “palmiteiro”?

Essa resposta é simples de ser respondida, basta olharmos o gosto popular, vale também analisar a quantidade de mulheres negras em união NÃO ESTÁVEL no Brasil, somando 52,52% de acordo com IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística).
Além disso, as mulheres negras são a maioria na maternidade independente e no “celibato definitivo”, o que ilustra nitidamente a “palmitagem”.
Ser palmiteiro é ser homem negro que prefere se relacionar com mulheres “brancas”, na ilusão, ou não, de estar seguindo um gosto próprio.
Ser mulher preta no Brasil é ser duplamente oprimida, tanto pelo machismo, quanto pelo racismo. O homem negro também sofre com o racismo estrutural, porém, está livre do quesito “machismo” – já que é o praticante.
Existe uma pirâmide social imaginária que separa os oprimidos dos privilegiados, sendo ela:

Piramide

A mulher negra está abaixo na pirâmide, sendo a mais afetada e discriminada, o que explica a sua imagem causar estranhamento nas lideranças das empresas, regiões mais ricas da cidade, como parceira de homens ricos e renomados, ou como maioria nas salas das universidades.
A solidão da mulher negra é uma das consequências da palmitagem e do racismo estrutural, colocando as pretas em situações de inferioridade, criando estereótipos sobre seus corpos e as marginalizando.

“Palmiteiro” saiba o que esse termo quer dizer
4.3 (86.67%) 9 votes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *