Luiza Olinda

Traição: Perdoar? Dar o troco? Como lidar com a infidelidade?

casal desconfiado de traição

Traição é um assunto bastante delicado, não é mesmo!? A gente tende a pensar que esse tipo de coisa nunca vai acontecer com a gente, confia cegamente no parceiro ou na parceira, e até julga as decisões de quem já foi traído, até que um dia… acaba descobrindo que o telhado é de vidro, e a famosa pulada de cerca acontece com você também.
Esse é um momento que ninguém quer passar, mas muitas pessoas acabam se vendo nessa situação e ficam pensando no que devem fazer. Será que traição tem perdão? Mas e se acontecer de novo? Eu deveria fazer ele ou ela provar do próprio veneno? Será que a humilhação do outro compensaria a minha? O que as pessoas vão pensar de mim se souberem que perdoei uma traição? E o que vão pensar se eu não perdoar? Será que ainda sou amada?
É um real turbilhão de sentimentos e pensamentos e é normal se sentir perdida. Mas, como tudo na vida passa, você também pode superar esse momento ruim, independente do que decidir sobre o relacionamento. Veja a seguir algumas dicas para lidar com a infidelidade do seu parceiro ou parceira e resolver essa situação da melhor forma possível.

Traição: entendendo seus sentimentos e a si mesmo

Mesmo quem já desconfia de que está sendo traído há algum tempo acaba se surpreendendo quando confirma a suspeita. Esse costuma ser um momento bastante conturbado.
Você sente raiva, tristeza, questiona todo o relacionamento, se culpa e se esforça para entender porque tudo isso está acontecendo com você. Se viu nessa situação? Então saiba que tudo isso é normal e você tem todo o direito de se sentir como se sente.
O primeiro passo para conseguir lidar com a infidelidade e tomar uma decisão coerente com a sua situação e seus princípios é aceitar e entender os seus sentimentos.
É importante também saber que os seus sentimentos serão passageiros e, mesmo que você decida não perdoar, com o tempo todo esse furacão de sensações também vai embora. A única coisa que não passa são as nossas ações.
Por isso, evite dizer e fazer coisas que você não faria se não estivesse em momento de fúria ou tristeza extrema. Procure também não expor sua situação para muitas pessoas e busque se preservar enquanto estiver fragilizada.
Tirar um momento consigo para racionalizar a situação e entender os seus sentimentos é o primeiro passo para tomar uma decisão que você não vai se arrepender.

Traição: o relacionamento só diz respeito a vocês

Muitas pessoas tomam decisões baseadas na pressão social que sofrem por parte de amigos e parentes. Com medo de ser julgadas, elas acabam fazendo aquilo que as outras pessoas fariam, mesmo sabendo que o relacionamento será vivido apenas pelo casal.
Isso é muito perigoso porque, para começar, só podemos ter certeza de nossas reações quando estamos vivendo a situação. Sua melhor amiga pode dizer que nunca perdoaria uma traição e, se o mesmo acontecer ela, pode acabar perdoando.
O mais importante em um momento delicado como esse é se colocar no direito de estar livre do julgamento alheio. Afinal de contas você não é obrigada a nada! Nem a aceitar uma traição e seguir o relacionamento e nem terminar por conta disso.

Traição: paranoia, ciúmes e falta de confiança

Quem decide perdoar uma traição precisa entender que reatar significa encerrar a relação antiga e começar uma nova.
Se você decidir perdoar, mas passar a duvidar de tudo que sua parceira ou parceiro faz, começar a monitorar cada passo que o outro dá e sentir que está sempre sendo feita de boba, dificilmente será possível ter um relacionamento bem-sucedido de novo.
Por isso, o diálogo e a honestidade são essenciais. É muito importante que o casal converse, que cada um exponha seus sentimentos e quais estão sendo os gatilhos para que essas sensações apareçam vez ou outra.
Nesse momento, o autorespeito também deve estar presente, e você não pode achar que vai simplesmente esquecer do que aconteceu do dia para a noite. Ainda que você perdoe e não volte a tocar no assunto, é natural que os sentimentos ainda estejam um pouco bagunçados e você deve se dar tempo e respeitar suas emoções.
Superar uma traição não é fácil, mas também não é algo impossível e existem muitos casais que vencem essa barreira. Quando se reconhece o fato como um erro isolado e ambas as partes estão dispostas a se esforçar ao máximo para que isso se torne parte do passado para sempre, aí sim, é possível seguir com uma vida conjugal plena.
Porém, o mais importante é saber que em uma relação não existe certo e errado e, independente de qual o caminho você escolha seguir, ele deve te fazer feliz.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *