Tremor no olho pode ser estresse! Saiba como controlar

Pálpebra tremendo

Se você já sentiu suas pálpebras tremerem, você não está sozinho(a) nessa. O tremor no olho, apesar de parecer um ato aparentemente inofensivo, é mais comum do que se imagina e pode indicar que algo não vai bem com o seu corpo. A condição, que também é chamada de “mioquimia”, costuma estar fortemente relacionada ao estresse.

Isso porque, quando uma pessoa sente os sintomas do estresse, ela libera hormônios – como cortisol, por exemplo – que vão para o sistema nervoso autônomo, onde geram estímulos para as pálpebras, fazendo com que elas tenham contrações involuntárias e de forma repetitiva, o que resulta numa espécie de tremor nos olhos.

Esse tremor palpebral, no entanto, também pode ser um sinal de cansaço, ansiedade ou até mesmo de excesso de trabalho. Dormir poucas horas no dia, consumir cafeína ou álcool em excesso, além da deficiência de vitaminas no corpo também podem ser as causas dessa condição incômoda e preocupante.

Em casos nos quais o temor é intenso, acompanhado de coceira e vermelhidão ou quando persiste por mais de uma semana, o correto é buscar a ajuda de um oftalmologista. Para os casos de estresse, porém, a solução pode ser mais simples do que se imagina: basta apenas relaxar. Confira abaixo o que fazer para acabar com a tremedeira no olho!

Inclua atividades relaxantes na sua rotina

Ao contrário do que muita gente acredita, não só com a meditação e a ioga que podem te relaxar. Apesar de serem atividades recomendadas por especialistas, não é sempre que dá para encaixá-las nos dias mais corridos. Se for o seu caso, lembre-se que ir ao cinema, ouvir música ou encontrar os amigos também são práticas relaxantes.

Garanta boas noites de sono

Não é só uma impressão: os músculos dos olhos ficam cansados quando se dorme menos de sete horas por noite. As pálpebras ficam mais fracas e podem tremer sem razão aparente e, por isso, é recomendado ter sempre pelo menos oito horas de sono. O ideal também é criar um ambiente relaxante que te permita dormir mesmo após o estresse diário.

Modere o consumo de substâncias estimulantes

Tomar algumas xícaras de cafezinho durante o dia pode parecer uma boa ideia, mas a bebida também aumenta a produção de cortisol, o que ainda pode agravar o tremor na região ocular. Se você tem o hábito de consumir esse estimulante, busque maneirar nas doses e evite tomá-las durante o período noturno.

Leia também: Chá de valeriana: um ingrediente poderoso para uma boa noite de sono

Faça pausas periódicas nas tarefas que exigem esforço ocular

Além de medidas para controlar o estresse e a ansiedade, também é importante cuidar dos olhos. Uma dica que evita o tremor no olho é respeitar sempre seus momentos de descanso (como o horário de almoço, por exemplo) e ainda fazer algumas pausas periódicas depois de passar horas em frente ao computador, à televisão ou ao celular.

Leia também