Unha encravada: como se livrar desse mal

Por: Luiza Olinda

unha encravada

Quem já teve ou tem unha encravada sabe que é impressionante como algo tão pequeno pode atrapalhar o nosso dia, não é mesmo? E nem é por uma questão de estética!
Quando a unha está encravada ela costuma doer muito e ficar bastante sensível, o que impede você de usar o calçado que quer e poder caminhar normalmente. Ou seja, muito chato!
Mas como é um problema bem comum, é preciso entender mais sobre o que é uma unha encravada, como podemos evitar que isso aconteça e como se livrar dela. Quer saber tudo isso? Então vem com a gente!

O que é unha encravada e por que isso acontece

O nome científico da unha encravada é onicocriptose e ela é uma inflamação que acontece quando a unha cresce para os lados, ferindo a pele e causando dor intensa e até sangramento.
Uma unha pode encravar por diversas razões, mas a mais comum de todas é o corte errado. O ideal é que você evite cortar as laterais da unha, deixando o formato mais quadrado. Isso porque quando você retirar os lados da unha a pele ocupa o lugar momentaneamente. Só que, depois que a unha volta a crescer, ela começa a disputar espaço com a pele e acaba ferindo o tecido que não deveria estar ali.
Além disso, é extremamente importante tomar cuidado com cantos muito pontudos e sempre lembrar de lixar as unhas depois de cortá-las, para que as bordas não fiquem tão afiadas e possam machucar seus pés.
Outro fator que pode ajudar as unhas a encravarem é o uso contínuo de sapatos muito apertados, que deixam os dedos (e consequentemente as unhas) sem espaço, sobretudo os de bico fino, como o scarpin.
Quando a ponta do sapato é muito apertada, os dedos ficam muito juntos e as unhas podem acabar sendo pressionadas para dentro da pele, o que resulta em uma unha encravada bem dolorida.
Para evitar esse problema, prefira os sapatos mais folgados e com bicos arredondados, e deixe os calçados de bico fino e pontas apertadas apenas para as ocasiões mais especiais.
Mas não é só isso não. Até mesmo pisar errado, colocando muita pressão nas pontas dos dedos, e levar uma pancada no pé pode fazer com que unha comece a ferir a pele e ajudar a encravá-la!
Ou seja, todo cuidado é pouco! Fique sempre de olho nas condições dos seus pés e cuide muito bem deles, afinal, são eles que têm levam para todos os lugares que você quer ir, não é mesmo?!

Leia também: Tirar cutícula: truques para manter as cutículas lindas e saudáveis

Minhas unhas estão encravadas e agora?

Se você está com a unha encravada é certo que precisa desencravar o quanto antes, mas só isso não basta. O ideal é que você acrescente alguns cuidados na sua rotina para diminuir as chances de isso voltar a acontecer novamente.
Para começar, mantenha atenção redobrada com a higiene dos pés. Quem costuma sofrer com unhas encravadas precisa se preocupar em esfoliar periodicamente os dedos para reduzir o volume de células mortas e manter uma rotina de higiene para diminuir a proliferação de micro-organismos para evitar ainda mais os riscos de infecção.
Também é importante secar bem os dedos depois de molhar os pés e garantir que os seus sapatos estejam bem limpos e secos antes de colocá-los.
A culpa também pode ser do formato da unha ou de fatores hereditários e, nesses casos, é bem provável que suas unhas voltem a encravar com certa frequência.
Quem convive com as unhas encravadas precisa manter contato com um podólogo que poderá, inclusive, sugerir uma cantoplastia ungueal, uma cirurgia que remove os cantos que encravam e cauteriza a raiz das unhas, de forma que elas não voltem a crescer tão próximas da pele e não encravem mais.

Leia também: Como tirar esmalte sem acetona: dicas para não danificar as unhas

Como desencravar a unha

Por mais que seja comum, a unha encravada causa bastante dor e o quadro até pode ser prejudicado quando você cutuca ou tenta cortar a parte encravada da unha sem ter experiência com isso.
Além disso, como a área deve estar infeccionada, mexer nela sem preparo e assepsia adequados pode até contribuir para espalhar a infecção e deixar tudo ainda pior.
Por isso, mesmo que existam diversas técnicas que ensinem como desencravar a unha em casa, o ideal mesmo para salvar as unhas encravadas é procurar um podólogo para que ele possa cuidar desse problema por você.
Contando com a ajuda de um profissional tudo fica muito mais fácil e seguro para você. Existem várias técnicas e instrumentos especiais para desencravar as unhas que fazem com que a solução seja muito mais rápida e simples do que seria se você tentasse fazer o mesmo em casa. E o melhor é que pode ser praticamente indolor, já que os podólogos contam até com produtos que anestesiam o local!

Leia também: Como fazer as unhas em casa: unhas impecáveis passo a passo

Leia também